O Túnel da Mantiqueira

A Construção

WhatsApp Image 2017-06-15 at 10.43.49Com 997 metros de cumprimento, localizado na garganta do Embau, no alto da Serra da Mantiqueira, entre as cidades de Cruzeiro- SP e Passa Quatro- MG, esta o um dos mais famosos tuneis ferroviários do Brasil.

Construído em 1882 pelo engenheiro Herbert E. Hunt, para fazer a ligação entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, por determinação do imperador Dom Pedro II para servir a Estrada de Ferro Minas and Rio, última estrada construída por Visconde de Mauá.  A viagem inaugural contou com a presença ilustre, do imperador D. Pedro II e sua comitiva.

 

Revolução de 1932

O Túnel foi um local estratégico para a Revolução Constitucionalista de 1932 por fazer divisa com São Paulo (Cruzeiro) e Minas Gerais (Passa Quatro).

 

Combates violentos com intuito de dominar aquele ponto estratégico bem como o túnel da estrada férrea o que permitiria o controle do acesso ao sul de Minas por ferrovia. Ali foi considerado um dos principais front do conflito, onde tiveram as lutas mais violentas e com maior número de baixa de todas as frentes de combate. Essa posição naquele conflito foi um dos poucos locais onde as tropas paulistas não foram derrotadas. O local foi dominado pelas tropas federais de Getúlio Vargas somente após o recuo estratégico dos paulistas para Guaratinguetá, no atual bairro de Engenheiro Neiva, para evitar o iminente envolvimento de suas posições pelos flancos, de modo a não serem encurralados pelo inimigo, dado o avanço das tropas federais através da frente de combate de Pinheiros, Vila Queimada e Batedouro.

 

Atualmente

IMG_7043
Estação Coronel Fulgêncio, Ponto de parada do Trem da Mantiqueira

Hoje o túnel é ponto final do passeio do Trem da  Mantiqueira, Maria Fumaça que sai de Passa Quatro.

Em 2017 o governo do estado de Minas Gerais, por meio do Conselho Estadual do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, aprovou o tombamento do Túnel da Mantiqueira.

 

Já tive o privilegio de atravessar esse túnel algumas vezes, inclusive, no meio da noite, e, se com a luz do dia ele se mostra assustador, durante a noite ele se torna apavorante e sinistro. Rajadas de vento que vem e vão dão um ar aterrorizante ao ambiente, a escuridão é total, e calafrios na espinha não são raros…

Qualquer um que conhece a história de 32 segue o percurso com os pelos dos braços constantemente arrepiados e com uma sensação mágica de estar caminhando numa linha tênue entre o presente e o passado.

Atravessar o túnel, é uma experiencia extradicionaria, a impressão que se tem, é que está entrando em um portal para outra dimensão ou algum cenário de filme ou ate mesmo de desenho animado (quem é que não se lembra da famosa animação “A caverna do Dragão”).

Aqui a fé dos soldados que aqui combaterão, foi duramente testada. Este pedaço de chão e estas montanhas são testemunhas silenciosas dos atos de bravura de quem lutou por um ideal e dos dramas pessoais daqueles que encontraram a morte ou voltaram para casa terrivelmente feridos e mutilados. Heróicos soldados brasileiros.

Leonardo Fernandes